Explosão mata jornalista somali


29/01/2008


Um jornalista morreu nesta segunda-feira, dia 28, em virtude da explosão de uma mina na estrada da província de Syiad, ao sul da Samália. Também foram vítimas da explosão dois trabalhadores da ONG Médicos Sem Fronteiras e um motorista. Entidades como a Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) e o Sindicato Nacional de Jornalistas Somalis (Nusoj) cobraram do Governo investigações rigorosas sobre a morte do jornalista e mostraram-se preocupadas com o risco do exercício da atividade no país, relembrando também um episódio do dia anterior, quando Abdihakim Yusuf Moalim, repórter da rádio privada SBC, foi agredido pelo Ministro-adjunto da Segurança de Putland, Ibrahim Artan.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012