29 de setembro de 2022


Depoimentos dos médicos


01/02/2007


“Trabalho aqui há quase 40 anos, comecei durante a gestão de Danton Jobim. Na mesma época, os doutores Accioly M. Maia, cirurgião geral, e Joaquim José de Mesquita, dermatologista, começaram a atender. Quando fazemos atendimentos extras, como grandes intervenções cirúrgicas, exames ou outros procedimentos que não podem ser feitos em consultório, os associados pagam os valores estipulados na tabela da associação médica, que tem preços relativamente baixos.

Prontidão e competência são características do atendimento na ABI. Quando meus pacientes associados precisam ser encaminhados para outros tipos de procedimentos, sugiro o Hospital da Obra Portuguesa de Assistência, onde os preços também não são altos, apesar de o lugar oferecer os melhores recursos. Um de meus pacientes que já foi operado lá é Antonio Avellar, colunista do ABI Online. As pequenas intervenções nos pacientes podem ser feitas no próprio consultório. Jesus Chediak, Diretor Cultural da ABI, também já foi atendido por mim ao longo desse tempo.”

Dr. Fausto de Oliveira Campos, cirurgião plástico

“Meu pai, o oftalmologista Joaquim de Azevedo Barros, começou a trabalhar na ABI na época do Presidente Herbert Moses. Eu vim pra cá em 1979 e ainda atendi cerca de uma década ao lado dele, que trabalhou uns 40 anos na ABI. Meu pai ficava perto, olhando o que eu estava fazendo, o atendimento que eu prestava. Foi uma experiência muito rica, porque nem todos têm essa chance de trabalhar com o pai, de aprender como é a relação médico-paciente, que você só pega com tempo, com experiência. Eu pude observar o trabalho do meu pai, a maneira como ele atendia, e isso me ajudou muito, foi minha grande escola.

A oferta de atendimentos para os associados da ABI é uma coisa fantástica. Não temos todas as especialidades, mas temos várias. Os planos de saúde hoje são absurdamente caros e, à medida que a faixa etária aumenta, o preço dispara. Aqui não tem isso, é o mesmo desconto para qualquer idade e não tem carência. Já foram atendidos aqui Edmar Morel, Carlos Drummond de Andrade, Roberto Marinho e o nosso eterno Presidente da ABI, Dr. Barbosa Lima Sobrinho.

É um serviço que serve para a ABI conquistar os associados e que mostra o que a entidade pode oferecer.”

Dr. Joaquim de Azevedo Barros Filho, oftalmologista

 

“Estou na ABI há pelo menos uns 30 anos, mas este consultório de proctologia já existia e quem atendia era o professor Hélio Silva, que foi também um grande historiador do Brasil. Quando ele deixou a profissão, convidou o Dr. Nabil Massad, que, por sua vez, me chamou para trabalhar aqui.

O atendimento prestado na ABI é muito útil, porque, na crise da saúde que vivemos, a queixa principal não é nem o atendimento dentro do hospital, mas sim o atendimento de ambulatório e a dificuldade de marcar consultas, mesmo com plano de saúde. Aqui os associados são atendidos prontamente e todos se mostram satisfeitos. Sempre trabalhei na área pública e sei que o pronto atendimento é fundamental. No Pavilhão Pedro Ernesto, os associados têm acesso a diversas especialidades — e isto serve também como uma forma de atrair novos sócios.

No sistema público, discute-se muito a importância do primeiro atendimento e como facilitar o acesso das pessoas. Se elas têm acesso à primeira consulta, estimula-se até a medicina preventiva. Nesse sentido, os associados da ABI têm atendimento de excelência”

Dr. Joaquim José Ferreira, proctologista

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012