7 de outubro de 2022


Deisi Rezende


27/02/2007


Deisi Rezende — Jornal do Brasil
Dez anos de profissão e dois de Sapucaí 

Clique na imagem para ampliar

“Em qualquer tipo de cobertura é preciso buscar uma imagem original, porque os eventos se repetem, sempre saem fotos parecidas. O repórter-fotográfico precisa apurar o seu olhar e só aprende isto na vivência da profissão. Cada um desenvolve um método próprio de observar e assim identificar os diferenciais que resultarão em uma boa foto. Como contabilizo algumas edições de Sapucaí no currículo não sinto tensão na cobertura, mas procuro olhar o desfile com atenção para não perder nenhum clique. No entanto, como os jornais normalmente definem qual tipo de fotos vão publicar, por vezes ficamos limitados a um só enfoque e não livres para criar”.  

    

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012