Cinegrafista solto após seis anos


02/05/2008


O cinegrafista Sami al-Hajj, da TV Al Jazeera, foi libertado na madrugada desta sexta-feira, dia 2, do centro de detenção norte-americano de Guantânamo, em Cuba, onde estava preso desde junho de 2002, acusado de entrevistar secretamente Osama bin Laden, transferir armas para a Al Qaeda e administrar um portal islamita na internet. Sami foi detido por forças paquistanesas em dezembro de 2001 e entregue, um mês depois, ao Exército dos EUA, que o transferiu para Guantânamo. A organização Repórteres sem Fronteiras (RSF) emitiu comunicado sobre sua libertação, lembrando que “as autoridades norte-americanas nunca provaram que ele esteve envolvido em alguma atividade criminal”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012