Apolônio de Carvalho, ex-guerrilheiro conhecido como “o Herói de três pátrias”


17/06/2015


apolonioA TV Câmara realizou entrevistas com personalidades de destaque no cenário da política nacional veiculadas na série “Memória Política”. O objetivo é contribuir para o resgate de fatos que marcaram a história brasileira e oferecer ao público material de pesquisa e estudo sobre temas relevantes para a sociedade. Os depoimentos foram transcritos na íntegra e publicados no site da Câmara dos Deputados como parte do projeto “Núcleo de História Oral do Arquivo da Câmara”.

O depoimento de Apolônio de Carvalho, um dos maiores nomes da política nacional, foi exibido em 25 de outubro de 2000, e contou com a participação de sua mulher Renée de Carvalho, e, como entrevistadores o jornalista Tarcísio Holanda, Conselheiro da ABI, e ex-presidente da entidade, Ana Maria Lopes de Almeida e Ivan Santos.

Militante de esquerda e combatente internacionalista, Apolônio de Carvalho morreu aos 93 anos, em 23 de setembro de 2005, com quadro de insuficiência respiratória. Lutou na Guerra Civil Espanhola, na Resistência Francesa, enfrentou ditaduras no Brasil e foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores.

Em 1935, foi preso como membro da Aliança Nacional Libertadora (ANL), tendo vivenciado juntamente com centenas de s presos políticos o drama retratado por Graciliano Ramos no livro “Memórias do Cárcere”.

Expulso do Exército pela ditadura Vargas, Apolônio foi voluntário das Brigadas Internacionais, que lutaram ao lado dos republicanos contra os fascistas na Guerra Civil Espanhola. Logo depois integrou as forças da Resistência Francesa.

Em dezembro de 1946, de volta ao Brasil, o militante participou ativamente da vida política do País. Clique no vídeo abaixo para assistir:

 

Preso e torturado por agentes do regime militar instaurado em 1964, Apolônio foi exilado em junho de 1970, juntamente com outros presos políticos, após o sequestro do embaixador da Alemanha. Em outubro de 1979 retornou ao Brasil, sob a proteção da Lei de Anistia. Em fevereiro de 1980 participou da fundação do PT.

Seu papel de destaque foi aplaudido na França, onde é considerado um herói nacional. Foi casado durante mais de 50 anos com a francesa Reneè France com quem teve os filhos René Louis e Raul.

FONTE: TV CÂMARA – Programa “Memória Política”(2000)

Clique aqui para ler, na íntegra, a entrevista.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012