25 de setembro de 2022


ANJ repudiaagressão a repórter


05/05/2011


A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou comunicado repudiando a agressão do repórter Gabriel Toueg, do Estadao.com.br, no dia 29, por agentes de segurança do Metrô de São Paulo.

Diante do ocorrido, a ANJ reitera que o direito de informar e de exercer a profissão de jornalista não pode, em hipótese alguma, ser tolhido. E insiste, junto aos responsáveis pela segurança do Metrô, para que proporcionem aos seus agentes o devido preparo e treinamento, particularmente sobre como agir em circunstâncias que envolvam a atividade jornalística“, diz a nota da entidade.

O repórter Gabriel Toueg, do Estadao.com.br, foi agredido por seguranças do Metrô de São Paulo, na estação Sumaré, quando gravava imagens no celular de uma discussão entre os agentes de segurança e um grupo de passageiros.

Ao perceber que o jornalista registrava as imagens, um dos seguranças teria avisado sobre a proibição de filmagens no local e tomado o celular de Toueg, que recebeu uma “gravata” de outro agente, apesar de ter se identificado como jornalista.  

Ao receber o celular de volta, os seguranças orientaram o repórter a apagar as imagens. Toueg registrou o boletim de ocorrência e passou por exame de corpo de delito.Segundo a Direção do Metrô de São Paulo, os seguranças foram “afastados de suas funções até a apuração dos fatos”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012