8 de dezembro de 2022


Agências de notícias
anunciam demissões


26/11/2018


O acirramento da crise no mercado jornalístico levou algumas das principais agências europeias de notícias a anunciarem cortes e mudanças em sua estrutura de funcionamento. A Reuters e a Deutsche Presse-Agentur (DPA) já confirmaram reduções em suas equipes. Segundo o jornal Le Monde, sindicalistas disseram que existe a possibilidade de uma greve no setor em toda a Europa.

O jornal informou que 16 dos 45 jornalistas que trabalham para a Reuters na Itália serão dispensados. Na Alemanha, o corte pode ser de dez postos de trabalho em uma equipe que comporta atualmente 120 profissionais. No último dia 20, as redações de Madrid e Lisboa tomaram conhecimento que serão fundidas em um único núcleo.

Uma fonte ouvida pelo jornal francês disse que o projeto da agência é expandir a equipe de Gdynia, na Polônia, onde, a exemplo do que acontece em Bangalore, na Índia, os jornalistas produzem informes financeiros em inglês. Aos funcionários, a Reuters teria informado em comunicado interno que o objetivo era “deixar mais tempo aos repórteres para trabalhar sobre informações exclusivas”.

A DPA vai dispensar 40 jornalistas de língua espanhola que trabalhavam em sua equipe. O grupo hispânico da agência era integrado por 50 profissionais. Em outubro, a AFP já tinha anunciado uma ampla reestruturação em seus negócios com a previsão de corte de 5% de seus funcionários em cinco anos.

Fonte: Portal Imprensa

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012