27 de setembro de 2022


A Alma imoral é o filme do Cine ABI Macunaíma


06/12/2021


Mostra Silvio Tendler exibe A Alma imoral

O Cineclube Macunaíma encerra amanhã (3ª feira) a Mostra Silvio Tendler exibindo AAlma imoral (2019) com duas horas de duração e baseado na obra do rabino Nilton Bonder, a partir das 10h e até segunda-feira no canal da Caliban do YouTube. Será também o último filme do cineclube este ano que voltará novamente on line, a partir de 18 de janeiro. O documentário discute o conceito de transgressão e propõe um novo olhar sobre personagens centrais da história judaico-cristã, como Adão, Eva, Moisés, Abraão, Lote e Jesus Cristo.

Há entrevistas com Noam Chomsky, Frans Krajcberg, Eva Jablonka, Michael Lerner, Mira Awad, Natali Cohen, Peter Gabel, Sari Nusseibeh, Steven Goldstein, Shefa Gold, Susannah Heschel, Tania Geluda Harkay, entre outros. A narração é de Letícia Sabatella, Júlia Lemmertz,  Mateus Solano, Bel Kutner e Osmar Prado e a direção de dança e coreografia é de Deborah Colker. Às 19h30, haverá debate com o diretor do filme Silvio Tendler, o rabino Nilton Bonder, o editor do filme Ricardo Moreira e a atriz Clarice Niskier que protagonizou a A alma imoral no teatro. Assista pelo canal da ABI do YouTube.

Filme

O longa aborda como se dá o processo de ruptura com as tradições para que as fronteiras da consciência sejam ampliadas? E quem são os protagonistas da traição ao status quo, as pessoas que estabelecem novos paradigmas e, ao romper, possibilitam a perpetuação da espécie? Longe de se restringirem ao papel de guardiões de uma tradição, eles traem e desobedecem para evoluir. No roteiro, o diretor foi buscar as almas imorais do nosso tempo, personagens desviantes em diversos campos, que arriscaram construir novas histórias em uma dimensão desconhecida.

Foram entrevistados personalidades de projeção internacional na esfera do comportamento, da sexualidade, da política, das artes e da ciência que contam histórias de transgressões, como defender a paz em meio à guerra, ser rabino ortodoxo e declarar-se homossexual, ou escolher uma religião diferente da tradição familiar. Entre os entrevistados estão ainda Zalman Schachter-Shalomi, Etgar Keret, Uri Avnery, Steven Greenberg, Bassam Aramin, Chen Alon, Camille Shiva, Lama Michel Rinpoche, Michael e Robert Meeropol, Yiscah Smith, Yitzhak Frankenthal, Rebecca Goldstein, Akiva, The Believer, Arik Ascherman, Arkadi Zaides, Peter Gabel, Sari Nusseibeh, Steven Goldstein, Shefa Gold, Susannah Heschel, Tania Geluda Harkay, entre outros. A Coordenação de Pós-Produção foi de Tao Burity e a Trilha Sonora Original: Vinicius Junqueira e Henrique Peters.

Debatedores

Nilton Bonder nasceu em Porto Alegre, a 27 de dezembro de 1957, e é um rabino brasileiro e Rosh da Congregação Judaica do Brasil, no Rio de Janeiro. Recebeu sua ordenação rabínica no Jewish Theological Seminary em 1986, sendo autor de livros reconhecidos nacional e internacionalmente sobre diversos temas vistos sob uma ótica judaica. Livros: A Alma Imoral(1998), A cabala do dinheiro (1991), A Cabala da Inveja (1992), O Segredo Judaico (1995), Quanto tempo o tem (2015), A imagem da tolerância (2017) e Alma imoral (2019).

Ricardo Moreira é editor de vídeo tendo participado de documentários como Ibiúna – Primavera Brasileira , Militares da Democracia – Os militares que disseram Não, Entre e Hiato,  além das séries e minisséries de TV Alma imoral, Há muitas noites na noite, Brasil Místico.

A atriz Clarice Niskier celebra 40 anos de carreira e desde 2006 percorre o país com a peça A alma imoral abordando conceitos da civilização humana por meio de tradições judaicas. Seja no individual, seja no coletivo, o público é levado a refletir sobre obediência e desobediência, certo e errado, moral e imoral. O livro e o texto propõem que a verdade absoluta é destrutiva para o ser humano. O livro e a peça ampliam sua consciência do que é ser humano e, por isso, segundo ela, dilemas do rabino seguem tão atuais.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012