Repórteres são agredidos durante manifestação


Por Claudia Sanches

10/05/2016


violencia3

Violência contra jornalistas: socos, pontapés e rojões

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesp), pelo menos três jornalistas foram agredidos durante a manifestação contra o impeachment de Dilma Rousseff no centro de Vitória na manhã desta terça-feira (10) .

Entre os agredidos, estão dois repórteres da Tribuna Geilson Ferreira e Sérgio Porto  e André Falcão da TV Gazeta. Os três registraram ocorrência na delegacia.

Um vídeo mostra o momento em que um homem que dá socos e chutes nos jornalistas. De acordo com o G1, ele foi identificado e levado para a delegacia. Ainda de acordo com a Sesp, o homem, que deu socos e pontapés nos profissionais, foi identificado.

Um outro manifestante, ligado ao Sindicato dos Portuários, é suspeito de tentar jogar um rojão em um dos jornalistas. Ele foi preso em flagrante e levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória. Camilo de Lelis Santos Cardoso pagou fiança de R$ 5 mil e foi liberado.

O Sindicato dos Jornalistas do estado (Sindijornalistas) e a ANJ emitiram notas em repudiou a ação dos manifestantes.

O Sindicato dos Jornalistas do estado (Sindijornalistas) repudiou a truculência dos manifestantes. “Esses manifestantes que confundem posição das empresas de comunicação com o trabalho legítimo dos trabalhadores jornalistas não merecem estar nas ruas em defesa da democracia. É inaceitável impedir a liberdade de imprensa, um dos pilares da garantia de um país livre e democrático”, disse em nota.

A diretoria do Sindijornalistas também informou que vai pedir a apuração dos fatos e vai processar os responsáveis pelas agressões. “Todos têm direito de manifestação, mas de forma pacifica e responsável”, completou.

Fonte: G1

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012