Jornalista é condenado à prisão por reportagem na BA


07/11/2016


aguirre

A Justiça Federal da Bahia condenou o jornalista Aguirre Talento, atual repórter da sucursal de Brasília da revista IstoÉ, a seis meses e seis dias de prisão, em regime aberto, por difamação ao empresário André Luiz Duarte Teixeira.

De acordo com a Folha de S.Paulo, em 2010, Talento produziu uma reportagem para o jornal A Tarde, relatando uma denúncia do Ministério Público sobre supostos crimes ambientais na construção do Parque Tecnológico da Bahia.

À época, a Procuradoria havia denunciado proprietários e diretores da empresa Patrimonial Saraíba e o então secretário de Ciência e Tecnologia da Bahia, Ildes Ferreira. No texto, porém, o repórter noticiou, erroneamente, que a denúncia era acompanhada de um pedido de prisão dos empresários.

Para o juiz Antônio Silva Pereira, da 15º Vara Federal de Salvador, Talento agiu dolosamente, com intenção de praticar a difamação. “O fato do jornalista querelado tomar conhecimento de uma ação penal interposta não lhe dá o direito de publicar ‘maldosamente’ que o Ministério Público pediu a prisão do querelante”, afirmou.

O defensor do jornalista, Edil Muniz Júnior, alegou que o erro foi gerado por desconhecimento jurídico. “O juiz aponta que ele agiu com dolo, mas não indica nenhum elemento de que o jornalista quis prejudicar o empresário”, defendeu.

Muniz Júnior considera o processo como uma clara tentativa de intimidar a atividade jornalística, uma vez que o empresário não acionou a empresa responsável pelo jornal. Ele disse que vai recorrer da decisão.

Além de Teixeira, os empresários Humberto Riella Sobrinho e Carlos Seabra Suarez também moveram processos contra o profissional.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012