Reportagem de consórcio da Folha ganha prêmio nos EUA


06/06/2018


 

Fachada da Odebrecht (Imagem: Reprodução)

O trabalho foi publicado simultaneamente pela Folha e pelos veículos do consórcio de jornalistas no dia 15 de junho do ano passado.

Segundo a comissão de jurados do prêmio, a reportagem foi “uma colaboração exemplar e ambiciosa de 20 jovens da nova geração de jornalistas investigativos de uma dezena de meios de comunicação da América Latina e da África e expôs novos detalhes sobre a empresa no núcleo do extenso escândalo Lava Jato. Em uma investigação de incrível fôlego, esta equipe internacional mostrou como a empresa recebeu um tratamento especial que permitiu a ela receber mais de US$ 6 bilhões em custos excedentes em projetos em sete países onde pagou propinas a funcionários públicos locais”.

A premiação foi de US$ 10 mil e a cerimônia de entrega ocorreu na noite de segunda (4) no Newseum (Museu do Jornalismo), em Washington, nos Estados Unidos.

O “Investiga Lava Jato” foi representado no evento pelos jornalistas Flávio Ferreira, da Folha, Milagros Salazar, do Convoca, e Raúl Olmos, do portal “Mexicanos contra la Corrupción y la Impunidad”.

Também foram premiadas na noite Kelly Carr e Jaimi Dowdell, repórteres freelancers que escrevem para o jornal americano Boston Globe, por sua investigação “Secrets in the Sky”, que detalha as falhas do registro da administração federal de aviões e pilotos dos EUA.

De acordo com os jurados, as repórteres “começaram com uma minúscula história sobre um acidente fatal na Venezuela. No final, essas repórteres freelancers viajaram por toda parte para produzir uma fascinante história sobre uma brecha nos procedimentos de registro de aeronaves que permitiu que traficantes de drogas, políticos corruptos e potenciais terroristas registrassem secretamente aviões particulares nos Estados Unidos e os operassem com pouco risco de escrutínio. É aterrorizante e maravilhosamente escrito “.

“Os artigos do site não refletem, necessariamente, a opinião da Diretoria da ABI”