Portal Aprendiz repudia prisão de repórter durante manifestação em SP


Por Cláudia Souza*

13/06/2013


logo_portal_aprendiz

Entre as 13 pessoas detidas pela Polícia Militar de São Paulo na noite desta terça-feira, 11, durante a manifestação contra o aumento de tarifas de ônibus, 11 permanecem presas, entre as quais o jornalista Pedro Ribeiro Nogueira, 27 anos, detido quando cobria a manifestação para o Portal Aprendiz.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          Os presos foram transferidos na manhã desta quarta-feira, 12, da 78º DP para o Centro de Detenção Provisória da Capital, na unidade Chácara Belém II.

Os documentos referentes ao indiciamento de Nogueira foram encaminhados ao Ministério Público de São Paulo nesta quinta-feira, 13. O advogado que defende o repórter entrou com pedido de habeas corpus para a soltura.

A prisão do repórter foi contestada pela Associação Cidade Escola Aprendiz, que mantém o portal de notícias. De acordo com a entidade, Pedro Ribeiro Nogueira estaria trabalhando durante os protestos, e há registros de imagens do momento em que o jornalista foi preso e agredido por policiais.

Em nota oficial divulgada nesta terça-feira, 11, a associação afirma que a prisão do jornalista caracteriza censura à imprensa. “A ação contra os jornalistas de forma geral naquela noite constitui um ato de censura por parte do Estado e das forças policiais. Da mesma forma que não apoia os danos ao patrimônio público trazidos por parte dos manifestantes, o Aprendiz repudia o abuso de poder e o cerceamento da liberdade de expressão que foram flagradas por parte da polícia militar neste evento. Lamentamos que, ainda nos dias de hoje, alguns jornalistas sejam calados forçosamente, vítimas de uma censura que parece ter sido herdada do tempos da Ditadura Militar. É o país inteiro que perde com isso, diz o comunicado.

Beatriz Fátima Augusta Ribeiro, mãe do jornalista, afirmou que a prisão foi um mal-entendido:

— Ele não é vinculado a quadrilha alguma e não depredou nada. Estava com a namorada, indo para a casa dela, após o trabalho, quando tentou impedir que duas garotas apanhassem dos policiais. Foi levado à delegacia, todos os documentos que provavam que ele estava trabalhando foram apresentados, mas mesmo assim ele foi preso.

Solange Costa Ribeiro, gestora institucional da Associação Cidade Escola Aprendiz, disse que o Portal Aprendiz está prestando apoio jurídico ao repórter.

— Ele estava com outros dois profissionais do portal cobrindo a manifestação, como já havia feito na manifestação ocorrida na última sexta-feira.

*Com Portal Aprendiz e O Estado de S. Paulo.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012