14 de agosto de 2022


OAB e Abraji orientam jornalistas agredidos


20/05/2020


Imagem: OAB

Os ministros do STF Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, o procurador-geral da República, Augusto Aras, o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, e a jornalista da Folha Patrícia Campos Mello participam de seminário virtual sobre liberdade de imprensa e segurança de jornalistas no dia 27. O debate marca o lançamento de um convênio entre a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) para orientar jornalistas agredidos virtualmente.

Uma cartilha com orientações aos profissionais, elaborada pelo Observatório de Liberdade Imprensa e a Abraji, sob coordenação do advogado Pierpaolo Bottini, será lançada no evento.

SOS Jornalistas
A ABI disponibiliza este espaço para a publicação de ameaças e casos de violência contra jornalistas no exercício da profissão e contra veículos de comunicação em todo o Brasil.
Use este espaço com responsabilidade, sempre com informações fidedignas e suspeitas fundamentadas de ameaças e agressões contra comunicadores em geral, sejam repórteres, repórteres fotográficos, redatores, editores, radialistas, cinegrafistas, blogueiros atuando em jornais, revistas, emissoras de rádio e tevê, portais, sites, blogs e quaisquer outros veículos. As denúncias serão publicadas no site após serem avaliadas por moderadores da ABI.
Além da veiculação no SOS JORNALISTAS, a ABI deverá divulgar as ameaças na imprensa e encaminhar às autoridades policiais, ao ministério público e aos responsáveis pelos demais órgãos competentes para que sejam tomadas medidas de proteção às pessoas e organizações ameaçadas. A ABI desenvolverá um trabalho com os órgãos competentes com o objetivo de impedir que esses crimes fiquem impunes.
A ABI entende que os assassinatos, agressões e toda sorte de ameaças a comunicadores são crimes não só contra os profissionais de imprensa mas também contra a Liberdade de Expressão e a própria Democracia.
Em 2015, quatro profissionais de imprensa foram assassinados no País. De acordo com levantamentos realizados pela Federação Nacional de Jornalistas – FENAJ – outros 89 profissionais estão com suas vidas ameaçadas sem qualquer proteção por parte do Estado. A ABI espera que essa barbárie seja contida e punida com os rigores da lei.
ABI na luta pelo direito de informar e ser informado
“SOS JORNALISTA”
Comunicadores, se você sofreu, ou sofre, ameaça de morte no exercício da profissão informe à ABI .
A ABI NA DEFESA DA LIBERDADE DE IMPRENSA E EXPRESSÃO

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012