Octávio Costa defende unidade progressista com Lula para derrotar Bolsonaro


19/05/2022


A nova Diretoria Executiva, o Conselho Consultivo,  o Conselho Fiscal e um terço do Conselho Deliberativo da ABI, eleitos no último dia 29 de abril, foram empossados nesta sexta-feira (13), numa reunião extraordinária do Conselho Deliberativo, seguida de uma solenidade, no auditório do 9.o andar da sede da entidade.

A cerimônia contou com a presença de mais de 300 pessoas, entre jornalistas, estudantes, autoridades e representantes da academia e da sociedade civil organizada.

Entre os presentes, estavam a deputada estadual Renata Souza (Psol), presidente da Comissão de Direitos Humanos, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que representou o presidente da Casa, André Ceciliano (PT); a deputada federal Jandira Feghali; o ex-deputados federais, Vivaldo Barbosa e Luiz Alfredo Salomão; representantes da Associações de Juristas pela Democracia; da Associação dos Juízes pela Democracia; da Associação Nacional dos Procuradores da República; do Grupo Tortura Nunca Mais; do MST, que presenteou o presidente Octávio Costa com uma bandeira do Movimento; da Federação Única dos Petroleiros (FUP); da Fiocruz, entre outros.

Em mensagem à nova direção, o presidente da Alerj, André Ceciliano, destacou que a ABI tem importância vital para a história da democracia brasileira, da defesa da soberania nacional, da liberdade de imprensa e de expressão e dos direitos humanos. “A Assembleia Legislativa não só reconhece a relevância do papel fundamental desta casa, como apoia esta instituição. Esperamos que neste ano tão importante para a democracia brasileira, a ABI se fortaleça ainda mais na frente em defesa de eleições livres”, comentou o presidente da Alerj.

O novo presidente da ABI, Octávio Costa, falou do passado de lutas da entidade, contra a ditadura militar, pela anistia ampla, geral e irrestrita, pelas Diretas Já, pelo impeachment de Fernando Collor, em favor da Petrobras e tantas outras. “A luta pela democracia é a alma da entidade e será colocada à prova este ano. A ABI é uma entidade apartidária, mas dessa vez não vai ficar imparcial”, disse. “Estaremos ao lado do povo brasileiro e do ex-presidente Lula na luta para derrotar o governo fascista de Bolsonaro”, acrescentou.

Ainda em seu discurso, Octávio destacou a importância da regulamentação da chamada Lei de Meios, e o apoio a entidades sindicais pela volta da exigência do diploma para o exercício da profissão.

Octávio Costa disse, também, que a Casa do Jornalista estará de portas abertas para todos os jornalistas, associados ou não, que quiserem participar e colaborar, mas também a toda a sociedade civil organizada. “Eu sonho em  ver mais vezes esse auditório cheio como hoje”, afirmou.

A vice-presidente da ABI, Regina Pimenta, falou sobre a importância da nacionalização da ABI, ampliando suas bases em outros estados para fortalecer a entidade, cuja sede funciona em um prédio tombado pelo patrimônio histórico nacional, no Centro do Rio. “Outro desafio é encontrar formas de atrair mais jovens para a ABI”, salientou.

Durante o evento foi lançada pelo conselheiro Marcelo Auler, a campanha dos Mil sócios da ABI em 2022, e recebido o primeiro pedido de filiação da campanha, da presidente da Fenaj, Maria José Braga, a Zequinha, que saudou a nova direção da ABI e destacou a importância da campanha para o fortalecimento da entidade. Hoje a ABI,  fundada há 114 anos, tem 700 associados adimplentes.

Na solenidade, falaram, também,  o decano da entidade e presidente do Conselho Consultivo, Ivan Cavalcanti Proença, que lembrou o aniversário do jornalista e escritor Lima Barreto; o ex-presidente do Conselho Deliberativo nos últimos três anos, Fichel Davit Chargel,  que passa a integrar o Conselho Consultivo; a presidente eleita do Conselho Deliberativo,  Irene Cristina,  entre outros.

 

Novos Diretores e Conselheiros empossados:

Presidente : Octávio Floro Barata Costa (Octávio Costa)
Vice-Presidente: Regina Lúcia Pimenta de Castro (Regina Pimenta)
Diretor Administrativo: Moysés Chernichiarro Corrêa (Moysés Corrêa)
Diretor Financeiro: Geraldo Márcio Peres Mainenti (Geraldo Mainenti)
Diretora de Assistência Social: Ana Helena Tavares
Diretora de Cultura e Lazer: Maria Luiza Franco Busse (Maria Luiza Busse)
Diretor de Jornalismo: Moacyr de Oliveira Filho (Moa)

 

Conselho Consultivo

Ana Arruda Callado
Ancelmo Rezende Gois (Ancelmo Gois
Fichel Davit Chargel
Ivan Cavalcanti Proença (Ivan Proença)
José Trajano Reis Quinhões (José Trajano)
Lia Gonçalves Ribeiro Dias (Lia Ribeiro)
Maria Tereza Cruvinel (Tereza Cruvinel)

 

Conselho Fiscal

Inaê Amado de Freitas (Inaê Amado)
José Paulo Kupfer
José Roberto Pereira de Mello (José Mello)
Luis Nassif
Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo (Luiz Gonzaga Belluzzo)
Maria Lucia Silva Martins (Malu Martins)
Zilda Cosme Ferreira

 

Conselho Deliberativo

Presidente: Irene Cristina
1o Secretário: Mário Vítor Santos
2a Secretária: Leda Beck

 

Efetivos

  1. Alexandre Medeiros
  2. Armando Sobral Rollemberg (Armando Rollemberg)
  3. Arnaldo César Ricci Jacob (Arnaldo César)
  4. Beatriz Oliveira Santacruz Lima (Bia Santacruz)
  5. Camilla Shaw
  6. Elane Vieira Maciel (Elane Maciel)
  7. João Baptista de Abreu Júnior (João Baptista Abreu)
  8. João Máximo Ferreira Chaves (João Máximo)
  9. José Reinaldo Santos Carvalho Filho (José Reinaldo Carvalho)
  10. Laurindo Leal Filho (Lalo Leal)
  11. Marcos Gomes da Silva (Marcos Gomes)
  12. Rosayne Macedo
  13. Terezinha de Fátima dos Santos (Terezinha Santos)
  14. Vitor Mário Iório (Vitor Iório)
  15. Weiller Diniz de Oliveira (Weiller Diniz)

 

Suplentes

  1. Ana Cecília da Silva Telles Americano (Ana Cecília Americano)
  2. Carlos Albano Wolkmer de Castilho (Carlos Castilho)
  3. Fabio Costa Pinto
  4. Geraldo Hasse
  5. Ilza Araujo dos Santos
  6. Ivan Akselrud de Seixas (Ivan Seixas)
  7. José Geraldo Cantarino da Costa (Geraldo Cantarino)
  8. Luiz Alberto Moreira Guilhermino (Kaká Guilhermino)
  9. Maria das Graças Galvão Pinto Coelho (Maria das Graças Pinto Coelho)
  10. Mauricio Corrêa da Silva (Maurício Corrêa)
  11. Pery de Araújo Cotta (Pery Cotta)
  12. Roberto Luís Leão Junquilho (Roberto Junquilho)
  13. Thereza Christina de Aguiar Tavares (Christina Tavares)
  14. Valdir José Alves da Cruz (Valdir Cruz)
  15. Venício Artur de Lima

 

Suplentes, por ordem alfabética, que passaram a efetivos, com a eleição de conselheiros efetivos para outros cargos:

1- Alcyr Cavalcanti
2- Gloria Alvarez
3- Leda Beck
4- Luiz Fernando Taranto
5 – Maria Helena Malta
6 – Mario Osawa
7 – Mario Vitor Santos
8 – Vera Durão
9 – Vicente Alessi Filho

 

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

 

Foto: Octacilio Barbosa (Alerj)

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012