11 de agosto de 2022


Mais violência contra jornalistas no domingo (15)


17/11/2020


Os repórteres Arthur Stabile, Daniel Martins e Edney Menezes

Mais violência contra jornalistas no domingo (15/11).

O jornalista Edney Menezes foi assassinado domingo passado, na cidade de Peixoto de Azevedo, estado do Mato Grosso. Edney estava em seu carro e foi morto por dois homens. Até agora não há indicadores de que o crime tenha relação com sua atividade profissional. A ABI continuará acompanhando o caso e, caso surjam indícios nesse sentido, vai se manifestar oficialmente.

No mesmo dia,  na cidade de Agudo, região central do Rio Grande do Sul, o repórter e locutor da Rádio Agudo Daniel Martins relatou que foi agredio por volta das 14 horas, quando chegava ao segundo maior colégio eleitoral da cidade. O profissional relembrou que um indivíduo se aproximou e começou a desferir golpes contra ele. Na sequência, mais dois se aproximaram, totalizando três agressores.

A vítima tem suspeitas sobre a motivação do crime. “Um deles me disse: ‘o que tu andou falando de mim na rádio?’, por isso suspeito que seja o mesmo indivíduo que agrediu o atual prefeito, durante a manhã”, explicou. A violência contra o político foi noticiada por Martins nos microfones da emissora, horas antes do ataque contra o radialista.

Também neste domingo o repórter Arthur Stabile, da Ponte Jornalismo, cobria manifestação contra morte de um jovem pela PM, quando foi atacado duas vezes com spray de pimenta pela Guarda Civil Municipal de Diadema, no ABC paulista. Parte das pessoas se revoltaram com os guardas, e teve início a repressão, com balas de borracha e spray de pimenta.

O jornalista foi atingido pelo spray mesmo tendo se identificado.

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012