26 de setembro de 2022


Julgamento em Caracas


21/05/2008


Nesta quarta-feira, 21, a Justiça venezuelana condenou o ex-policial Boris Blanco Arcia a 15 anos de prisão, pelo assassinato do fotógrafo Jorge Aguirre, em 5 de abril de 2006. Aguirre, que trabalhava para o jornal El Mundo, cobria uma manifestação contra a falta de segurança na Cidade Universitária de Caracas quando Arcia atirou nele três vezes, à queima-roupa. Mesmo ferido, Aguirre ainda conseguiu fotografar o criminoso em fuga. Apesar de ter sido julgado também pelo crime de “usurpação de funções”, Blanco Arcia foi condenado apenas por homicídio. Com isto, a filha da vítima, Jorbeth Aguirre, teme “que ele seja libertado em poucos anos”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012