Jornalistas são libertados após duas semanas em cativeiro na Nigéria


Por Cláudia Souza*

06/04/2015


 

Ahmed Idris e Mustapha Ali Reprodução: Al Jazeera

Ahmed Idris e Mustapha Ali Reprodução: Al Jazeera

Ahmed Idris e Mustapha Ali, da TV árabe Al Jazeera, estavam sendo mantidos reféns desde 24 de março último, quando faziam a cobertura de operações de militares nigerianas contra grupos que lutam contra o governo desde 2009.

De acordo com o “Jornal de Notícias”, da Nigéria, Ahmed Idris e Mustapha Ali ficaram confinados no hotel em que estavam hospedados, em Maiduguri, capital de Borno, após terem sido encontrados fazendo reportagens em zonas de operações militares. Ambos tiveram os celulares confiscados pelas autoridades militares e permaneceram incomunicáveis.

“Ahmed Idris, com mais de 30 anos de experiência em radiodifusão, funcionário da Al Jazeera desde 2010, e Mustapha Ali, cinegrafista da Al Jazeera desde 2011, foram autorizados a deixar o hotel de Maiduguri, onde estavam detidos, e já regressaram aos estúdios em Abuja, capital da Nigéria”, informou a emissora.

Salah Negm, Diretor de Informação da TV manifestou alívio com a libertação dos jornalistas:

— Estamos felizes porque o calvário de Ahmed e Ali terminou. Eles têm pressa de estar com a família e querem agradecer a todos que, de alguma forma, contribuíram para a soltura, entre os quais representantes de organizações não governamentais, políticos, e colegas de profissão.

*Com Al Jazeera

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012