8 de agosto de 2022


Jornalistas de São Paulo farão caminhada até as Arcadas no dia 11 e mobilização em defesa de eleições livres tomará as ruas de todo o país


05/08/2022


Em reunião realizada na quinta-feira (4), no Sindicato dos Jornalistas, associados da ABI e do Sindicato, com a presença de Thiago Tanji, presidente do sindicato paulista, e Regina Pimenta, vice-presidente da ABI, definiram como será a participação dos jornalistas no ato público previsto para o dia 11 de agosto, nas Arcadas da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco.

Por sugestão do jornalista Rodolfo Lucena, os participantes decidiram se reunir às 9h30 na sede do Sindicato, de onde sairão em caminhada pelo centro de São Paulo até a Faculdade de Direito, onde será lida a Carta aos Brasileiros e Brasileiras, que já superou as 730 mil assinaturas de apoio.

Na reunião também ficou decidido que serão chamadas outras entidades ou grupos de jornalistas, como Apjor, Arfoc, Geração 68, além de jornalistas de outras cidades importantes próximas à capital, como Campinas, Santos e São José dos Campos. Mas também serão bem-vindos outros grupos profissionais e todas as pessoas que quiserem se juntar à caminhada.

Para facilitar a convocação foi desenvolvido um convite a ser amplamente divulgado pelos canais de comunicação das entidades participantes, pelas redes sociais e junto aos principais veículos de comunicação. E para destacar a participação dos profissionais de jornalismo durante o percurso e no ato, será confeccionada uma faixa com a frase Jornalistas pela Democracia.

Atos por todo o país

A mobilização nacional em defesa da democracia, do sistema eleitoral brasileiro e por eleições livres marcada para o dia 11 de agosto está sendo organizada em todo o país e em várias cidades já tem atos confirmados. Outros locais serão divulgados ao longo dos próximos dias, à medida em que forem definidos pelos organizadores.

É a sociedade se unindo para conter à escalada golpista do presidente Jair Bolsonaro, que ataca sistema eleitoral brasileiro, ministros das cortes superiores e coloca em dúvida a segurança das urnas eletrônicas.

Os ataques de Bolsonaro ficam mais virulentos a cada pesquisa de intenções de voto divulgada. Ele está empacado em segundo lugar, bem distante do ex-presidente Lula (PT), o primeiro colocado, e já disse que não vai aceitar o resultado das eleições.

Confira onde já tem ato marcado:

São Paulo – às 11h, será lida a Carta às Brasileiras e Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito, na Faculdade de Direito da USP. Também em São Paulo, às 9h e às 17h, atos de massa serão realizados em frente ao Masp, na Avenida Paulista.

Rio de Janeiro – Pilotis da PUC-Rio, às 11h e Candelária, às 16h

Distrito Federal – às 15h, no Congresso Nacional.

Manaus – Praça da Saudade, às 15h

Salvador – Praça do Campo Grande, às 9h

Fortaleza – Praça da Bandeira, às 9h; Gentilândia, às 16h; e Casa do Estudante, às 19h

Goiânia – Praça Universitária, às 17h

São Luiz – Praça Deodoro, às 16h

Campo Grande – Câmara Municipal, às 10h

Belo Horizonte – Praça Afonso Arinos, às 17h

João Pessoa – Lyceu Paraibano, às 14h

Curitiba – Praça Santos Andrade, às 15h30

Recife – Rua da Aurora, às 15h

Natal – Midway Mall, às 14h30

Florianópolis – Auditório da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), às 10h

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012