França pede libertação de dois repórteres no Burundi


29/01/2016


jornalistasburundi

O repórter Jean-Philippe Rémy e o fotógrafo Phil Moore foram detidos em conflito no Burundi

O Ministério das Relações Exteriores exigiu, nesta sexta-feira (29), a “libertação imediata” dos dois jornalistas detidos no Burundi na quinta-feira à noite. Tratam-se do correspondente do “Le Monde” Jean-Philippe Rémy e do fotógrafo da AFP, o britânico Phil Moore. Eles foram presos juntamente com um grupo de criminosos armados, enquanto cobriam trabalhavam regularmente.

Embora as autoridades do País ainda não tenham oferecido uma versão oficial do ocorrido, aparentemente Rémy e Moore estavam cobrindo alguma atividade da oposição e foram detidos durante uma batida.

A Associação de Jornalistas Estrangeiros da África Oriental disse estar “extremamente preocupada com as detenções” dos repórteres.

“São profissionais experientes e a notícia da sua detenção enquanto faziam o seu trabalho inquieta-nos muito”, escreveu a associação, em comunicado divulgado hoje de manhã.

O Burundi enfrenta uma espiral de violência desde que o Presidente, Pierre Nkurunziza, decidiu apresentar-se pela terceira vez às eleições, algo proibido pela constituição, que gerou protestos civis e a que as autoridades têm respondido com uma feroz repressão. O país enfrenta um cenário de violência desde a repressão brutal em abril de 2015.

Com informações do G1

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012