Fotógrafo é o sétimo profissional de imprensa morto no conflito na Ucrânia


Por Igor Waltz*

02/03/2015


Fotógrafo ucraniano Serguiï Nikolaïev, de 43 anos, foi morto em um bombardeio no leste da Ucrânia (Foto: AP Photo/Olga Yakimovich)

Fotógrafo ucraniano Serhiy Nikolayev, de 43 anos, foi morto em um bombardeio no leste da Ucrânia (Foto: AP Photo/Olga Yakimovich)

Um fotojornalista ucraniano de 43 anos morreu após um bombardeio no leste do país no último sábado, 28 de fevereiro, apesar do acordo de cessar-fogo entre os rebeldes e o governo de Kiev. O fotógrafo Serhiy Nikolayev, que trabalha no jornal Segodnya, foi morto na vila de Pisky, no lado ucraniano da frente de batalha. Ele é o sétimo jornalista a ser morto no leste da Ucrânia desde o início do conflito.

As informações foram dadas pela editora da publicação, Kateryna Perepelitsa. Segundo ela, Nikolayev foi ferido em um ataque da artilharia. Ele chegou a ser levado com vida ao hospital da cidade de Krasnoarmiysk, a 45km a oeste de Pisky, mas morreu devido aos ferimentos.

De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, mais de 6 mil pessoas morreram no leste da Ucrânia desde o início do conflito, em abril de 2014, e mais de 1 milhão foram deslocadas.

A editora insistiu que Nikolayev não estava na região fazendo uma reportagem para o jornal, mas se recusou a dar mais explicações. Os veículos de mídia ucranianos não costumam enviar correspondentes fotográficos para o leste do país. Mas muitos fotojornalistas vão para a região por conta própria como freelancers.

Apesar da morte de Nikolayev, a situação em toda a região parecia calma. A prefeitura de Donetsk não relatou nenhum conflito no sábado ou na sexta-feira, enquanto bombardeios esporádicos foram ouvidos na cidade de Popasna na tarde de sábado.

* Com informações da Associated Press e AFP.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012