Falta de provas no Zimbábue


16/04/2008


O jornalista norte-americano Barry Bearak, do New York Times, e o britânico Stephen Bevan foram libertados nesta quarta-feira, dia 16, no Zimbábue. Detidos em 27 de março em um hotel na cidade de Harare, os repórteres foram acusados de cobrir as eleições no país — ocorridas no último dia 29 — sem o credenciamento oficial. A Justiça do Zimbábue determinou a libertação por considerar insuficientes as provas contra os jornalistas.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012