1 de outubro de 2022


EUA: repórter alemãtem visto negado


18/04/2011


A Associação de Correspondentes Estrangeiros na Argentina(ACE) enviou documento à Embaixada dos Estados Unidos, assinado pela Presidente Suzanne Thias, e pelo Vice-presidente Juan Buchet, solicitando esclarecimentos sobre os motivos que levaram os EUA a negarem o visto de entrada no país à jornalista alemã Gabriele Weber, que investiga a adoção se um bebê por uma adido militar norte-americano durante a ditadura(1976-1983).
 
Em carta encaminhada à ACE, da qual é associada desde 2006, Gabriele disse que investiga “o caso do roubo sistemático de menores durante a ditadura na Argentina”, e que teria “provas do envolvimento de Willian Desreis, adido militar na Embaixada dos EUA no período, que teria adotado um bebê em circunstâncias obscuras.
 
A repórter, que trabalha para as rádios ORF e ARD, da Alemanha, afirmou ainda ter pedido o testemunho(por meio de mandado diplomático) da Secretária de Estados dos EUZ Hillary Clinton.
 
Gabriel conta na carta à ACE que foi deportada dos EUA em agosto de 2010, apesar de ter o visto para cidadãos alemães.
 
“Não me deixaram entrar. Fui interrogada sobre meus planos nos EUA, tiraram uma fotocópia de meus documentos, dos equipamentos e, depois de sete horas, me mandaram de volta. Parece que a atitude do Departamento de Estado norte-americano está relacionada às minhas investigações em direitos humanos”.
 
 *Com informações da ACE e Portal Terra.
 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012