4 de dezembro de 2022


Jornalista sueca morreu dentro do submarino


20/08/2017


Jornalista sueca Kim Wall e Peter Madsen

Um inventor dinamarquês acusado da morte da jornalista sueca Kim Wall disse que ela morreu em um acidente dentro do submarino construído por ele. Segundo a polícia dinamarquesa, Peter Madsen contou ainda que “enterrou” o corpo da jornalista no mar. O julgamento do caso está sendo feito de portas fechadas, mas a explicação de Madsen do que aconteceu dentro da embarcação foi divulgada após pedido da defesa e da acusação.

Kim foi vista pela última vez no submarino do inventor na noite do dia 10 de agosto e buscas pelo corpo da jornalista continuam sendo feitas. Segundo a polícia de Copenhagen, as autoridades marítimas determinaram a rota da viagem do submarino na baía de Koge e no estreito de Oresund antes dele afundar para auxiliar nas buscas.

Madsen diz que largou o corpo de Kim em algum lugar da baía de Koge, no sul de Copenhagen, de acordo com informações divulgadas pela polícia. Buscas envolvendo mergulhadores, helicópteros e navios estão sendo feitas na rota identificada desde a última sexta-feira. O inventor dinamarquês está sendo acusado de homicídio negligente. A polícia informou que não pode revelar mais informações no momento.

A advogada de Madsen, Betina Hald Engmark, alega que ele não admitiu ter feito nada de errado. Segundo a advogada, o inventor deu evidências para a polícia durante o questionário preliminar e “informações sobre o caso” foram descobertas agora.

“Meu cliente não confessou nada, ele ainda se diz inocente das acusações que estão sendo feitas contra ele”, disse.

Kim tinha 30 anos e escrevia para diversos veículos internacionais. O desaparecimento da jornalista foi relatado pela primeira vez pelo namorado dela depois que Kim não voltou do que deveria ser uma pequena viagem ao submarino de Madsen. Ela estava pesquisando para uma matéria sobre o inventor e o submarino de 40 toneladas, que chegou a ser a maior embarcação particular do gênero.

A polícia acredita que o submarino foi afundado de propósito pelo próprio Madsen, que foi resgatado antes de ser preso. O inventor disse, inicialmente, que Kim desembarcou do submarino na noite do dia 10 de agosto perto de onde eles se encontraram mais cedo. Porém, a polícia disse que depois ele apresentou uma nova versão dos fatos que foi divulgada agora.

Fonte: O Extra

Jornalista sueca desaparece num submarino

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012