Demissão de terceirizados em SC


03/03/2010


O Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Gélson Merísio (DEM), anunciou nesta quarta-feira, 3, a demissão de 20 jornalistas terceirizados que atuam na Casa. A decisão foi tomada após o Ministério Público solicitar informações sobre o funcionamento do setor de Comunicação, questionado por candidatos que passaram no concurso para jornalistas e não foram aproveitados. Eles querem saber o motivo da manutenção de terceirizados em detrimento da contratação de concursados. Apesar das demissões, Merísio afirmou que só convocará sete aprovados, conforme o edital do concurso, e que, caso seja necessário, promoverá outro concurso. De acordo com o Jornal de Santa Catarina, o contrato com a Primer, empresa terceirizada que cede os funcionários e equipamentos termina no dia 30 de abril, e não será renovado. O jornalista cubano Guillermo Fariñas, em greve de fome há uma semana, desmaiou e foi internado, nesta quarta-feira, dia 3, no Hospital Arnaldo Milián apresentando quadro de hipoglicemia e fortes dores no peito Fariñas parou de se alimentar no último dia 24, logo após a morte de Orlando Zapata, que também fazia greve de fome. As informações são da AFP.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012