Colaboradores da ditadura argentina


18/03/2010


Os jornalistas argentinos Osvaldo García, o Cacho, chefe do setor de notícias do Canal 10 de Televisão, da Universidad Nacional de Tucumán, e Roberto Alvarez, radialista, atualmente funcionário do Congresso Nacional da Argentina, fazem parte de uma lista de 125 pessoas que participaram das atividades do chamado Batalhão 601, braço da inteligência do Exército durante a ditadura argentina (1976-1983). Segundo o jornal O Clarín, ambos atuavam como “agentes de coleta de informações”. A Secretaria de Direitos Humanos de Tucumán pediu informações ao Governo sobre o grau de participação dos jornalistas e outras pessoas envolvidas nas atividades de inteligência. Organizações de direitos humanos pediram a suspensão da participação de García no canal até que a Justiça se posicione sobre o caso.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012