17 de agosto de 2022


Caso Khashoggi: EUA
exigem que haja justiça


14/01/2019


O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, afirmou neste domingo que pedirá ao governo da Arábia Saudita que “prestem contas” pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi. O crime foi praticado no dia 2 de outubro de 2018 dentro do consulado saudita em Istambul, na Turquia.

Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo

Pompeo está fazendo um tour por vários países do Oriente Médio. Ele vai passar por Riad, capital da Arábia Saudita, nesta segunda-feira. A viagem duraria mais tempo, porém, o secretário deverá retornar aos EUA logo após essa visita por causa de um falecimento na família de sua mulher, que o está acompanhando nessa viagem.

Autoridades sauditas negam o envolvimento do príncipe herdeiro Mohamed bin Salman no crime. Porém, uma investigação realizada pela CIA, agência de inteligência americana, detectou sinais de que o monarca está relacionado aos acontecimentos. O governo turco também não confia na versão apresentada no inquérito realizado pela Arábia Saudita e chegou a pedir a extradição dos acusados.

Khashoggi morava desde 2017 nos Estados Unidos, onde trabalhava como articulista no jornal Washington Post. Crítico do governo de seu país e contrário à guerra contra o Iêmen, ele havia deixado a Arábia Saudita por recear represálias.

A Justiça saudita acusou 11 homens de participação no assassinato do jornalista. O governo diz que eles agiram sem conhecimento da Casa Real. O grupo já começou a ser julgado e a promotoria pediu pena de morte para cinco deles.

Fonte: Portal Imprensa

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012