Cai o número de mortos no Iraque


04/02/2009


Relatório divulgado nesta quarta-feira, dia 4, pela Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) aponta que o Iraque continua liderando o ranking das regiões mais perigosas para a imprensa, contabilizando 16 jornalistas assassinatos em 2008. O número é inferior ao registrado em 2007, quando foram mortos naquele país 65 profissionais de imprensa. Para Aidan White, Presidente da IFJ, “a impunidade é a verdadeira ameaça para os jornalistas, já que se as autoridades são indiferentes e os ataques continuarão”.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012