3 de outubro de 2022


Artista plástico com obra em Inhotim no Entrevistas


09/09/2021


O artista plástico Jarbas Lopes no Encontros da ABI

Encontros da ABI com a Cultura entrevista hoje, às 19h30, o artista plástico Jarbas Lopes Júnior que participou de inúmeras exposições individuais pelo mundo. Sua obra faz parte de importantes coleções como as do MAM, do MoMA – Museum of Modern Art (EUA), Victoria & Albert Museum (Inglaterra), da Cisneros Fontanals Art Foundation (EUA) e, em Inhotim, seu Troca-Troca (2002) é das mais procuradas. Em novembro, ele faz exposição no MAR, no Rio. Também tem projeto de ciclovias aéreas e fez capa para álbum de Marisa Monte que foi atrás dele em Maricá (RJ), onde vive com a família.

A sua produção reúne esculturas, desenhos, instalações e performances; desenvolve projetos conceituais que operam à margem da lógica capitalista, valorizando o pensamento artesanal e a participação do espectador. Na série A paisano, por exemplo, ele recupera a prática popular do trançado para construir com tramas multicoloridas imagens que ficam entre a pintura e a escultura. Os entrevistadores serão o cineasta Silvio Tendler e as jornalistas Vera Perfeito e Zezé Sack. Assistam pelo canal da Associação Brasileira de Imprensa do YouTube.

Artista Plástico

Jarbas tem 57 anos, nasceu em Nova Iguaçu( RJ) e mora em Maricá (RJ), junto à uma bela lagoa onde nada e veleja com a família. E há 32 anos investe em arte, sendo graduado em Escultura pela Escola de Belas Artes da UFRJ desde 1992 e, de 1989 a 1993, pintou e esculpiu para escolas de samba do Rio de Janeiro.

Participou de inúmeras exposições individuais pelo Brasil, Europa e EUA, e entre as individuais estão: Centro Cultural Cândido Mendes, Paço Imperial e Galeria do Conjunto Cultural da Caixa Econômica Federal, no Rio de Janeiro; Associação Brasileira de Artes, Galeria Casa Triângulo e Centro Cultural São Paulo, na capital paulista.  Entre as coletivas estão  XIX Salão Carioca de Artes, “Cidade Oculta”, no Paço Imperial, XVI Salão Nacional de Artes Rio de Janeiro, Programa Abra Coca-Cola de Exposições e Casa Oswald de Andrade, São Paulo, XXV Salão Nacional de Artes de Belo Horizonte, Festival de Inverno de Porto Alegre e XXVI Bienal de Pontevedra, Espanha. Sua coleção está representada em vários locais, entre eles: Centro Cultural Cândido Mendes no Rio, Funarte no Rio e Colégio Ester Emílio Carlos no Rio; Museu de Arte da Pampulha em Belo Horizonte (MG);  e Associação Brasileira de Artes em São Paulo.
Seus principais prêmios são: Prêmio Aquisição do Programa Abra Coca-Cola de Exposições; I Prêmio da Associação Brasileira de Artes em São Paulo, Prêmio Aquisição no XXV Salão Nacional de Artes de Belo Horizonte, e XVI Salão Nacional de Artes na Funarte no Rio de Janeiro
Além da inúmeras exposições pelo Brasil também mostrou suas obras em Lisboa, Nova York, Phoenix (Arizona), Miami (ambas nos EUA), Valência (Espanha), Londres (Inglaterra) e Havana (Cuba). Ele ainda tem esperança de que seu projeto de ciclovias aéreas vingue e no Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, ele expôs o Projeto Macunaíma.

Inhotim

A obra de Jarbas Lopes Troca-Troca (2002), em Inhotim, é composta por três fuscas coloridos, originalmente amarelo, azul e vermelho, que tiveram suas latarias trocadas, resultando em três carros multicoloridos.  Eles foram usados em 2002, pelo artista e um grupo de amigos, em uma viagem do Rio de Janeiro a Curitiba. A comunicação entre os carros era feita por meio de um sistema de som interligado.No caminho, colaram adesivos nos para-brisas dos carros que encontravam na estrada, produzidos a partir do arquivo de palíndromos do artista Luis Andrade: “zé deserto, três é dez”, “a vadia saída vã”, e “e o bolero; borel oboé”, entre outros. Em 2007, após o restauro, os carros novamente ganharam a estrada, dessa vez de Belo Horizonte a Brumadinho, depois de percorrer as comunidades do entorno.

O artista plástico participou de diversas coletivas pelo Brasil e pelo mundo e, entre elas, estão: 27a. Bienal de São Paulo (XXVII São Paulo, Bienal “How to live together”; “Off the grid”, Galeria Lehmann Maupin, New York ; Panorama da Arte Brasileira, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro;  Desenhos [Drawings]: A-Z ,Museu da Cidade, Lisboa; Gambiarra – New Art from Brasil” – Gasworks Gallery, Londres; Unbound, installations by seven artists from Brazil, Parasol Unit, Londres; Octava Bienal de La Habana, Cuba; “Off the grid: ARCO, XXVI Bienal de Pontevedra , 2ª Bienal Internacional de Grabado Orense  e 1ª Bienal Internacional de Grabado Orense, todas na Espanha;“A Imagem do som de Chico Buarque”, Centro Cultural Borges, Buenos Aires; e “A Imagem do som de Caetano Veloso”, Paço Imperial, Rio de Janeiro, Brasil.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012