7 de outubro de 2022


Puro marketing


22/04/2005


“Fernando Collor era candidato à Presidência em 1989 e, trabalhando para a Veja, deparei com esta cena, confirmando sua imagem de marqueteiro: sobre sua mesa, uma estátua de Nossa Senhora, representando a religiosidade do candidato: no retrato da esposa, sua preocupação com a família; no frasco de guaraná em pó, a alusão à energia e à forma física; no punhado de canetas, a agilidade para enfrentar a burocracia; nos biscoitos de maizena, a alusão à alimentação popular; no charuto cubano, a presença da aristocracia. Para completar, um exemplar de “Como se faz um Presidente da República”, de um autor norte-americano. Era a presença viva do marketing”

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012