OTAN assume culpa na morte de jornalista


08/09/2011


A Isaf, missão militar da OTAN que atua no Afeganistão, admitiu nesta quinta-feira, 8 de setembro, ter matado o jornalista afegão Ahmed Omed Khpulwak, da BBC, durante um combate contra o Taliban, no dia 28 de julho, na cidade de Tarin Kowt. A entidade alegou que o repórter teria sido confundido com um homem-bomba por um soldado americano.
 
Além de Khpulwak, outras 18 pessoas morreram no mesmo confronto. A OTAN lamentou a morte “trágica” do repórter, e expressou condolências à família de Khpulwak, mas frisou que seus soldados agiram de acordo com as leis de guerra e com as circunstâncias apresentadas.
 
 
*Com informações da BBC Brasil
 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012