Marcelo Auler: “Eu já vinha me reinventando”


29/06/2020


Como os jornalistas estão se adaptando à nova realidade de trabalhar confinados em suas casas. O que mudou? Qual a influência da mídia digital? Será que vem por aí um novo jeito de fazer jornalismo?

Esta é a pauta que inspirou a série de podcasts “Jornalistas em quarentena” e o resultado não poderia ter sido melhor tal a diversidade de ideias e opiniões que foi brotando. Falaram conosco:

Ana Luíza Guimarães, Caco Barcellos, Chico Caruso, Ernesto Paglia, Fernando Gabeira, Fernando Morais, Jorge Pontual, José Trajano, Juca Kfouri, Leilane Neubarth, Luis Nassif, Marcelo Auler, Mariana Kotscho, Norma Couri, Paulo Markun, Pedro Bial, Regina Pimenta, Ricardo Kotscho e Ricardo Lessa.

A edição dos podcasts foi feita pelo jornalista Paulo Gustavo, que escreve sobre cultura pop no portal Freakpop.

Pedro Bial abriu a série, seguido por Luis Nassif. Fernando Gabeira, Leilane Neubarth e Paulo Markun. No podcast abaixo, Marcelo Auler.

*Por Ricardo Carvalho (Conselheiro e diretor da ABI, em São Paulo)

Marcelo Auler: “Eu já vinha me reinventando”

Logo ele, que é um repórter nato, se vê, agora, obrigado a conversar com suas fontes só da sua casa.

Com a palavra, Marcelo Auler.

Próximo podcast: Jorge Pontual

A Diretoria decidiu reabrir o prédio da ABI das 9h às 17h, apenas com serviço de portaria, ascensoristas e funcionários da limpeza, seguindo protocolos mínimos:

– Uso de máscaras;
– Termômetro digital para medir a temperatura dos usuários do prédio;
– Distanciamento de 1,5 metros na portaria entre as pessoas para subir no elevador;
– Os elevadores só poderão levar no máximo 2 pessoas e levarão passageiros do 4° ao 8° andar, o acesso ao 2° e 3° andar será feito pelas escadas;
– Os elevadores terão um recipiente de álcool gel para ser utilizado e serão desinfetados a cada 2 horas ;
– Não poderá haver aglomeração em nenhum andar.

Antero Luiz Martins da Cunha
Diretor Administrativo