Guerras e eleições: Jornalista em perigo


30/12/2009


O relatório da organização Repórteres Fronteiras aponta que as guerras e as eleições foram os maiores perigos para os jornalistas em 2009. De acordo com o documento, o caso mais marcante foi a cobertura do processo eleitoral nas Filipinas, quando 30 profissionais foram mortos em um só dia. A entidade também aponta o Irã como autor de repressão, após a contestação da reeleição de Mahmoud Ahmadinejad, quando muitos foram detidos e condenados.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012