Equipe de TV relata tentativa de assalto em Copacabana


29/07/2016


foto jornalista australia

Equipe de reportagem da Austrália (Foto: Reprodução)

Uma equipe da TV australiana “Channel 9” foi atacada por um grupo de travestis quando fazia uma reportagem no calçadão de Copacabana. A jornalista Christine Ahern e o repórter cinematográfico Glen quase foram roubados, mas o segurança da equipe interveio e conseguiu impedir o assalto. Durante a confusão, o australiano foi ferido na cabeça. A notícia repercutiu por toda a mídia da Austrália.

“Um dos travestis foi na direção do Glen e aí os seguranças intervieram, mas ele levou uma bolsada bastante dura, parecia que tinha um tijolo ou outra coisa dentro”, declarou Christine ao “News Au”. “Tem um tempo desde que sou derrotado por uma bolsa de mulher”, brincou Glen com a colega de trabalho.

Segundo a jornalista, a equipe “deu azar”, pois Copacabana estava lotada de “militares com armas pesadas”. Christine elogiou o raciocínio do segurança que protegeu a equipe, que acredita ser um ex-oficial britânico, e comentou que os assaltantes não pareceram ter medo de irem presos.

Sequencia de ataques a jornalistas

Não é a primeira vez que jornalistas que vieram cobrir os jogos olímpicos são atacados na cidade. Duas emissoras de TV da Alemanha tiveram seu equipamento roubado no dia 1º de julho no Rio de Janeiro na Avenida Brasil. Os equipamentos seriam utilizados para montar os estúdios, que vão ficar no Parque Olímpico.

Um jornalista japonês, que não teve o nome divulgado, foi furtado na última terça-feira (26/7), no setor de desembarque do Aeroporto Internacional Tom Jobim. Dois homens trocaram sua mochila dele por outra vazia.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012