18 de agosto de 2022


Diretor de redação fala sobre apostas de jornal O Globo


Por Claudia Sanches*

07/07/2016


o globo foto

Ascânio Seleme, diretor de O Globo

Convidado do projeto Em Pauta ZH – Debates sobre Jornalismo nesta última quarta (6/7), Ascânio Seleme, diretor do jornal O Globo, conversou com colaboradores do Grupo RBS e convidados na sede da Zero Hora, sobre os caminhos e as apostas do veículo para enfrentar a crise dos jornais.

Segundo a Zero Hora, Seleme dividiu a apresentação, mediada pela diretora de Redação de ZH Marta Gleich, em três etapas: mudanças recentes, apostas atuais e projeções para o futuro. Ele também destacou a produção de conteúdo para as plataformas online.

Há dois anos, o jornal mudou rotinas e fluxos de trabalho, como antecipar o horário de chegada das equipes, para que o site estivesse atualizado e operasse com energia desde o início da manhã. Atualmente, a equipe concentra esforços e oferecer aos leitores grande quantidade de conteúdo exclusivo e multimídia.

No segundo semestre, O Globo deve promover uma pesquisa para conhecer melhor os leitores para fazer ajustes na edição impressa. “Antes o centro da casa, a sala de visitas, era o papel. Hoje não. Hoje o site é Deus, é o imperador, e o mobile é a luz, é o caminho”, afirmou Seleme, ao acrescentar que, mesmo assim, o papel representa 80% das empresas. “A gente tem um carinho especial pelo papel. Ele perdeu o reinado, mas não a majestade”.

O diretor de O Globo destacou ainda que o jornalismo é uma das melhores profissões que existem, um serviço público em que é fundamental responsabilidade. “O futuro é incerto, não posso dizer ‘vai em frente que você vai ficar rico’. Mas se você tiver vontade, talento e dedicação, com certeza vai fazer um trabalho maravilhoso e ser feliz.

Informações do jornal Zero Hora

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012