Censura em Cuba


12/03/2008


O Comitê de Proteção aos Jornalistas (CPJ) divulgou nesta quarta-feira, dia 12, que o Governo cubano prometeu libertar 22 jornalistas presos no país, em respeito à Convenção Internacional de Direitos Civis e Políticos — acordo que garante o direito à liberdade de expressão, entre outros direitos humanos fundamentais — assinada há 11 dias pelo Ministro do Exterior, Felipe Pérez Roque. No momento da assinatura, o Ministro disse que algumas cláusulas seriam analisadas pelo Governo, sem especificá-las. Na ocasião — e com a mesma ressalva — Pérez Roque assinou a Convenção Internacional de Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, adotada em 1966 pela Assembléia Geral da ONU para garantir o direito à liberdade de expressão e o acesso à informação. De acordo com dados da CPJ, Cuba é um dos países onde mais se registram casos de censura e o segundo na estatística mundial de jornalistas presos, só perdendo para a China. Dos 22 prisões, 20 ocorreram em março de 2003, durante manifestações em favor da liberdade de imprensa em Cuba.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012