7 de julho de 2022


Ceará: Ato em Defesa da Liberdade de Imprensa, dos profissionais da Comunicação e da Democracia


04/04/2022


Publicado no portal do Sindicato dos Jornalistas do Ceará

Entidades realizam Ato em Defesa da Liberdade de Imprensa, dos profissionais da Comunicação e da Democracia

Evento conjunto marcará o transcurso do 7 de Abril – Dia do Jornalista

O Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce), a Associação Cearense de Imprensa (ACI) e o Sindicato dos Radialistas e Publicitários do Ceará (SindRadioCE) realizam, na próxima quinta-feira (7/04), Ato em Defesa da Liberdade de Imprensa, dos profissionais da Comunicação e da Democracia. O evento conjunto acontece a partir das 10h, no auditório da ACI (Rua Floriano Peixoto, 735, Centro – 6º andar), e marca o transcurso do 7 de Abril – Dia do Jornalista.

Na ocasião, haverá o lançamento local do Relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) sobre violência contra jornalistas e violações à liberdade de imprensa no Brasil.

“Diante do atual cenário brasileiro, o ato tem o objetivo de afirmar a importância da atividade da imprensa como um dos pilares da sociedade democrática e agrupar cidadãs, cidadãos, entidades sindicais e sociedade civil em defesa da democracia”, afirma o presidente da ACI, Salomão de Castro.

Imprensa e democracia ameaçadas

No evento, as entidades buscarão tratar do balanço de casos de violência registrados contra jornalistas, radialistas e profissionais da comunicação. Segundo o Relatório da Violência contra Jornalistas e Liberdade de Imprensa no Brasil 2021, foram registrados pelo menos 430 casos de violações a profissionais e veículos de mídia tinham o objetivo de impedir a livre circulação da informação jornalística.

“Também será abordada a formulação de propostas que possam resultar em um protocolo de medidas que resguardem a segurança destes profissionais, sobretudo diante da cobertura do processo eleitoral deste ano”, completa o presidente do Sindjorce e diretor de Mobilização da FENAJ, Rafael Mesquita.

Este ano, o Sindjorce já registra três episódios de violência contra a categoria no Estado. A jornalista Marina Valente foi ameaçada de processo ao vivo, ao participar de um programa na TV União. Em outra ocasião, o deputado estadual Delegado Cavalcante instigou manifestantes contra equipe da TV Verdes Mares. O caso mais recente foi a tentativa velada de censura ao jornalista esportivo Mário Kempes que, por orientação de um clube de futebol, não poderia mais se identificar nas coletivas com o nome do seu blog.

“Por anos, o Ceará foi o Estado com o maior número de casos de violência contra a categoria no Nordeste. Essa situação mudou no ano passado, quando a Bahia assumiu essa preocupante liderança regional. Mas o alerta das entidades está ligado em função da conjuntura política atrelada à cobertura eleitoral de 2022. Queremos debater propostas para resguardar a integridade dos trabalhadores da mídia e, por conseguinte, garantir o direito da população cearense de ser informada”, comenta Samira de Castro, segunda vice-presidenta da FENAJ e diretora de Comunicação do Sindjorce.

Serviço:

Ato em Defesa da Liberdade de Imprensa, dos profissionais da Comunicação e da Democracia

Data: 7/04/2022

Hora: 10h

Local: Auditório da ACI (Rua Floriano Peixoto, 735, Centro – 6º andar)

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012