26 de setembro de 2022


Brasil citado em relatório do CPJ


11/02/2009


O Comitê de Proteção dos Jornalistas (CPJ) divulgou o relatório “Ataques à imprensa em 2008”, que aponta barreiras e problemas enfrentados pelos jornalistas em todo o mundo. O jornalista Carl Bernstein assina o prefácio do documento de mais de 300 páginas, que dedica um capítulo aos casos de violência, morte e tentativa de censura e intimidação a jornalistas e veículos de comunicação brasileiros. Foram citados, entre outros, o seqüestro e tortura da uma equipe do jornal O Dia, no Rio de Janeiro; a decisão do Supremo Tribunal Federal de suspender 22 artigos da Lei de Imprensa; e as ações movidas por fiéis da Igreja Universal contra a Folha de S. Paulo. Para a CPJ, “em diversas áreas isoladas do País, e também nos grandes centros, onde a presença do Estado é fraca e Governos são cercados pelo crime organizado, repórteres enfrentam graves perigos”. De acordo com o estudo, desde 1992, pelo menos 15 jornalistas foram assassinados no exercício da profissão no País.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012