Adiado julgamento de repórter no Sudão


04/08/2009


A Justiça do Sudão adiou para o mês de setembro o julgamento da jornalista Ludna al-Hussein, acusada de desrespeitar os preceitos islâmicos da Sharia ao usar calças compridas em local público. Funcionária do jornal Al-Sahafa e do departamento de mídia das Nações Unidas no Sudão, Ludna foi presa no último mês de julho, em um restaurante na capital Cartum, juntamente com outras 12 mulheres que usavam o mesmo traje. Deste total, dez mulheres receberam dez chicotadas e uma multa. Ludna al-Hussein e outras duas presas pediram um advogado. Caso seja condenada, a jornalista poderá receber a pena de 40 chibatadas.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012