Abert cobra investigação sobre o caso de jornalista agredido no MS


Por Igor Waltz*

15/01/2014


O jornalista Márcio Lúcio Seraguci saía de um evento público quando foi agredido por três homens. (Crédito: Acervo pessoal/Reprodução)

O jornalista Márcio Lúcio Seraguci saía de um evento público quando foi agredido por três homens. (Crédito: Acervo pessoal/Reprodução)

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão – Abert emitiu um comunicado nesta quarta-feira, 15 de janeiro, no qual cobra que as autoridades do Estado do Mato Grosso do Sul investiguem a denúncia de agressão ao jornalista e radialista Márcio Lúcio Seraguci, na madrugada do último sábado, dia 11. O jornalista, que dirige o jornal Tribuna Livre, foi agredido por três homens na cidade de Parnaíba.

“A Abert repudia a ação criminosa contra o jornalista e espera que as circunstâncias sejam esclarecidas e os seus autores responsabilizados”, diz a nota, assinada por Daniel Pimentel Slaviero, presidente da entidade.

Segundo Seraguci, os agressores, que não tentaram roubar seus pertences nem seu carro, pretendiam enforcá-lo com uma corda. O profissional, que apresenta há 25 anos o programa ‘Tribuna Livre’ na Rádio Difusora, diz que participava de um evento público no Ginásio de Esportes de Paranaíba, na rodovia BR-158, quando foi abordado por dois jovens. Um terceiro homem se juntou a eles e passaram a agredi-lo com chutes e socos. Num momento de distração dos criminosos, o jornalista conseguiu fugir.

Seraguci foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado até a Santa Casa de Misericórdia de Paranaíba com lesões no nariz, mãos, joelho e barriga. A polícia informou que o carro do jornalista foi encontrado no mesmo local. Dois celulares e o controle remoto do portão da casa de Seraguci foram roubados.

*Com informações do Comunique-se e do Portal Imprensa.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012