Wanda Figueiredo lança livro no Rio


30/04/2009


“Balaio Mineiro — Memória de uma família brasileira” narra a história da família Souza, formada por personalidades de destaque no cenário nacional, como o cartunista Henfil, o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e o músico Chico Mário. A autora, uma das irmãs do clã, dá destaque também aos personagens femininos na obra que reúne depoimentos importantes como o do Padre Francisco Lage Pessoa, ex-pároco da Igreja da Floresta, em Belo Horizonte, condenado a 25 anos de prisão pela ditadura militar de 64. 

O lançamento será na próxima quinta-feira, dia 7, às 19h30, no restaurante A Mineira (Rua Visconde Silva, 152, zona sul do Rio). Na ocasião, será feita uma homenagem especial a Chico Mário, com a apresentação dos músicos Afonso Machado e Bartholomeu Wiese.

Além da crônica familiar, das receitas culinárias da matriarca D. Maria — como a Broa espanhola e o Biscoito de farinha —, e das cartas que Henfil enviara à família durante os dois anos em que permaneceu em Nova York, o livro traz, na seção “Visões de Minas”, uma série de depoimentos de personalidades mineiras, com destaque para o Padre Francisco Lage Pessoa. Acusado de ter tentado entregar o País a um Governo estrangeiro, o ex-pároco da Igreja da Floresta, em Belo Horizonte, foi condenado a 25 anos de prisão pela ditadura militar de 64.

 Wanda Figueiredo

Mulheres

Na introdução, Wanda conta que sempre foi instigada por amigos e parentes a escrever a obra, mas resistia. Até o dia em que viu um curta-metragem sobre Henfil, que considerou tendencioso:
— A verdade passava longe. E, para agravar, o personagem que mais deitava falação, como grande amigo, íntimo dele, há anos Henfil havia se afastado dele publicamente. Foi a gota d’água para que eu me convecesse.

Dedicado a Zilah, que para Wanda é “a irmã que sempre foi, de longe, a melhor de todos nós”, “Balaio Mineiro” traz uma profunda pesquisa da família Souza, traçando a trajetória de seus membros desde os bisavós paternos, Atanásio José de Souza e Porfíria César.

Bem humorada, Wanda conta que deu um enfoque especial para as mulheres da família, pois “os três irmãos foram muito famosos e a parte feminina ficou um pouco esquecida”.

Música

A publicação foi lançada em Belo Horizonte, no dia 22 de dezembro de 2008, com direito a uma apresentação musical de integrantes da família, que, segundo Wanda, carregam uma tradição musical forte:
— Nós sempre gostamos muito de música. Eu lembro que o Henfil dizia que queria ser um Beatle. O Betinho compôs algumas canções, inclusive um chorinho. E o Chico Mário seguiu a carreira de músico.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012