3 de outubro de 2022


Uma razão de ser


08/04/2021


Esses são apenas alguns dos tantos questionamentos feitos pela Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj, em sua campanha, que marca este 7 de abril. A resposta deixa claro que é do Jornalista, a missão de produzir informações de interesse público para o conhecimento da realidade. Que o Jornalista busca a verdade dos fatos, e contribui para a constituição da cidadania. É o Jornalista que tem compromisso ético com a sociedade. Nesse contexto, a entidade afirma ainda, que sem Jornalismo não há democracia verdadeira. E sem Jornalistas não há Jornalismo!

Para muitos, a contextualização pode ser apenas uma retórica seguida por fim, de uma grande ilusão. Mas, para aqueles que depois de cinco ou dez anos prestaram juramento para defender as Liberdades de Imprensa e Expressão, é um Norte a ser seguido, o livro de cabeceira de quem preza pela verdade dos fatos. Neste dia consagrado aos Jornalistas, que presta uma homenagem ao médico e jornalista italiano, Giovanni Battista Libero Badaró, é o momento para reafirmar esses compromissos.

Compromisso de seguir firme nessa luta e combater ideias retrógradas, daqueles que usam de seus cargos para distorcer a verdade, e também, dos que fazem uso das chamadas redes sociais para cometer crimes, normalmente impunes. Mesmo sofrendo ataques, sejam de políticos, ou daqueles que inspirados por eles tentam levantar a voz para agredi-los, ou difamá-los, muitas vezes levando as vias de fato, os Jornalistas estão na linha de frente e resistindo em prol da sociedade. Esses profissionais estão fazendo jus, as últimas palavras ditas por Líbero Badaró: Morro defendendo a liberdade!

Por essas liberdades, muitos acabaram tombando, entre eles o próprio Badaró. Temos a cada dia, visto se arrefecer a intolerância contra os Jornalistas, os números mostram que os profissionais estão sendo expostos e intimidados. Por ocupar cargos de liderança da categoria, cabe a mim, fazer essa reflexão e pedir apoio da sociedade a essa profissão, que sim busca informar e garantir as mais diversas versões dos fatos.

Por fim reafirmo o nosso compromisso, de continuar dando voz a quem é negada, e vamos seguir firmes, não só, neste momento caótico que vivemos, mas acima de tudo quando formos chamados para a defesa das Liberdades de Expressão e Imprensa. Não vamos nos intimidar e tão pouco fugir a luta, porque Jornalista não é um querer é uma razão de ser.

José Maria Rodrigues Nunes

Presidente da Associação Riograndense de Imprensa – ARI

Vice-presidente Sul da Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012