8 de dezembro de 2022


Trincheira Capanema, patrimônio cultural não se vende


20/08/2021


Por Xico Teixeira, conselheiro da ABI.

A venda do patrimônio artístico, cultural e de serviço que o governo federal está anunciando para os próximos dias gerou uma onda de protestos na sociedade, com notas de repúdios de diversas entidades e grupos sociais. O Palácio Capanema, prédio onde funcionam diversos órgãos da cultura, no centro do Rio, virou uma trincheira desta luta que é de todos preocupados com a dilapidação do patrimônio público.

A ABI, além de divulgar nota de repúdio a esta iniciativa, vai estar presente nesta sexta-feira (20 de agosto) com um debate ao vivo sobre a importância da preservação do nosso patrimônio. Haverá também transmissão direta da manifestação organizada por diversos coletivos artísticos e culturais do Rio de Janeiro, prevista para as 16h, diante do Palácio Capanema.

A mesa de debates terá a participação do cineasta Silvio Tendler, da neta do ex-ministro Gustavo Capanema, que dá nome ao prédio histórico, além dos jornalistas da ABI Marcos Gomes, Vera Perfeito, Norma Curi e Xico Teixeira. Haverá também depoimentos de jornalistas e estudiosos da cultura e do patrimônio público.
O governo federal faz mistério quanto ao destino do Capanema, mas o prédio está na proposta do pacotão que prevê a venda de 2.263 edifícios de valor patrimonial, muitos reconhecidos pelo Iphan (Instituto do Patrimonio Histórico e Artístico Nacional), como o Palácio Capanema, cuja Construção é um marco da arquitetura moderna. O projeto tem consultoria do mestre francês da arquitetura moderna, Le Corbusier, e assinatura dos mais importantes arquitetos brasileiros de todos os tempos, como Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Carlos Leão, Jorge Machado Moreira, Afonso Eduardo Reidy e Ernani Vasconcelos.

O Palácio Capanema foi sede dos ministérios da Educação e da Saúde Pública quando o Rio era capital do país, tem 16 andares e é considerado símbolo do modernismo, com jardim de Burle Marx e tem a fachada revestida com azulejos de Cândido Portinari.

A transmissão ao vivo desta sexta-feira, dia 20 de agosto, será no canal de youtube da ABI, a partir das 16h e poderá ser acompanhada no link <bit.ly/3uZn84f>.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012