The Guardian deve demitir ao menos cem funcionários


Por Claudia Sanches*

27/01/2016


Guardian to consider closing The Observer...epa01814545 A copy of The Observer in London, Britain, 03 August 2009. The Guardian Media Group (GMG) is considering closing The Observer, the world's oldest Sunday newspaper, as part of a cost-cutting drive triggered by a drastic plunge in the group's finances. Members of the Scott Trust, the charitable foundation that owns GMG, discussed the plan on July 6. They were shown trial copies of an Observer-branded news magazine that would replace the paper and be published on a Thursday. EPA/ANDY RAIN

O Guardian Media Group, responsável pela publicação do The Guardian, anunciou um plano de reestruturação que visa reduzir em 20% os custos de produção do jornal, em que cerca de 100 funcionários devem ser demitidos.

Segundo o site Business Insider, a empresa afirma que a reestruturação visa evitar que o diário britânico, conhecido por grandes reportagens, como a revelação do esquema de espionagem da NSA denunciada por Edward Snowden, quebre nos próximos três anos.

Segundo David Pemsel, presidente-executivo do grupo, que atualmente emprega 1.960 funcionários, a reestruturação é uma forma de aumentar as receitas e reduzir o custo, a fim de “salvaguardar ao Guardian um jornalismo em perpetuidade”.

Atribui-se à crise do jornal a abertura de escritórios nos Estados Unidos e na Austrália, a construção de um site muito popular, lido por mais de 130 milhões de usuários únicos mensais, além da queda na arrecadação na venda de espaços publicitários. Os custos do Guardian Media Group teriam subido 23% em cinco anos, enquanto as receitas não acompanharam este volume.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012