The Economist será chefiada pela primeira vez por uma mulher em 172 anos


Por Cláudia Souza*

27/01/2015


Zanny Minton Beddoes (Foto: Reprodução www.publico.pt)

Zanny Minton Beddoes (Foto: Reprodução www.publico.pt)

O nome da jornalista Zanny Minton Beddoes foi anunciado nesta segunda-feira, 26,  pela publicação britânica fundada por James Wilson em 1843. Desde então, 16 homens atuaram na função de editor-chefe.

Beddoes, que integra a equipe da revista econômica desde 1994, trabalhou no escritório do veículo em Washington, nos Estados Unidos, entre 1996 e 2013. Atualmente chefiava a seção Business Affair, responsável pela cobertura da área de negócios. No início da década de 90, fez parte, durante dois anos, da equipe de economistas do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A jornalista de 47 anos vai suceder, a partir do dia 2 de fevereiro, John Micklethwait, na revista há nove anos, e que em dezembro último aceitou o convite para o cargo de editor-chefe da Bloomberg News.

A nova editora-chefe terá o desafio de ampliar o número de leitores da revista, que em 2014 registrou o maior índice de queda nas vendas em 15 anos.

— Sinto-me muito contente por ter esta oportunidade de dirigir a “The Economist”, uma das maiores instituições do jornalismo, com uma equipa extraordinariamente talentosa, afirmou Beddoes em comunicado.

*Informações: economia.uol.com.br,  www1.folha.uol.com.br, noticiacomentada.com.br.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012