N1TV


10/09/2015

Cinegrafista húngara foi demitida e poderá pegar até sete anos de prisão

A cinegrafista, que atacou refugiados que furavam uma barreira policial para entrar na Hungria na terça-feira, foi desligada da emissora e pode ser presa. As imagens causaram revolta no mundo todo. No Facebook, a página "Muro da vergonha Petra László" conta com mais de 30 mil curtidas.