12 de agosto de 2022


Sextou!


22/07/2022


Por Maria Luiza Busse, diretora de Cultura da ABI


Hoje, sexta-feira, no Rio de Janeiro, o embaixador Celso Amorim lança e autografa seu Laços de confiança. O livro é relato das experiências e impressões pessoais de quando chanceler no trato das relações do Brasil com seus vizinhos da América do Sul. Uma aula de diplomacia em forma de conversa. Às 19h, na Livraria Blooks, Espaço Itau de Cinema, Praia de Botafogo 316.

Também nessa sexta tem Baile da Esquerda. O Saravá Prainha promete maremoto no Largo de São Francisco da Prainha, Saúde, Rio de Janeiro. O bailão é animado pelos conhecidos DJs da noite, Cyro e Sir Dema, tocando clássicos do vinil. Organizado pelo Núcleo de Cultura do Partido dos Trabalhadores Lapa RJ, a festa começa às 20 horas. Os promotores agradecem quem for vestindo uma peça vermelha. O Saravá Prainha fica no Beco João José, 5, no Largo da Prainha. Entrada a R$ 10,00.


Até sábado, fora do Rio de Janeiro, a cidade Paraty realiza o Farpa- Festival Arte da Palavra-, uma imersão no universo da literatura brasileira contemporânea com rodas de conversa, debates, e apresentações artísticas. Em meio ao casario de arquitetura colonial preservada, se apresentam, circulam e dialogam com o público as diferentes vertentes literárias de slammers, repentistas, e autores e autoras da palavra escrita de diversas regiões do país. O Farpa termina às 20h de sábado com o cortejo do Grupo Cirandeiro de Parati no Largo da Santa Rita. Promovido pelo Sesc Paraty, toda programação é gratuita e aberta ao público. Mais informação pelo E-mail: sescparaty@sesc.com.br

Em Minas Gerais, o projeto Cinema na Cidade começa nesta sexta, às 19h30, em Antônio Pereira, distrito de Ouro Preto, com exibição de filme nacional e muito mais. A Rua Grande, em frente à Igreja Queimada, também vai ser ocupada por teatro, música e intervenção circense. A programação pública e gratuita termina no sábado com apresentação da quadrilha Arraiá da Rua Grande, às 20h. Mais informações em universoproducao.com.br

Em São Paulo, capital, no espaço Itaú Cultural, estreia nessa sexta Urubu come carniça e vôa, do Grupo Clariô de Teatro. O espetáculo reúne escritos e relatos da vida do poeta pernambucano João Flávio Cordeiro da Silva, conhecido como Miró da Muribeca. O artista adotou o nome Muribeca em referência ao lixão construído em torno do conjunto habitacional onde mora, na periferia de Jaboatão dos Guararapes, município da região metropolitana do Recife. João Flávio faz da poesia a resposta concreta à violência cotidiana de um lugar onde “um sujeito pode bater no outro só porque ele deu um riso”, diz. Sexta e sábado, às 19h, domingo às 18h. Entrada franca. A bilheteria presencial abre uma hora antes do evento. O QR Code do ingresso deve ser validado até dez minutos antes do início da peça. Após esse período, o ingresso será disponibilizado na bilheteria para outra pessoa. O espaço Itau Cultural fica na Avenida Paulista 149, Bela Vista.

No domingo, dia 24, programão no Rio de Janeiro é a peça Os homens de nossas vidas – o que as mulheres conversam no banheiro, apresentada pelo grupo Militantes em Cena. São 10 crônicas teatralizadas retiradas do livro do mesmo nome da autora Claudia Versiani, atriz do Militantes que faleceu este ano. O Militantes em Cena foi criado em 2017 como resistência ao golpe de 2016. Como o próprio nome diz, é formado por militantes que fazem do teatro lugar de promoção do debate político. As peças são escolhidas com esse objetivo e o público é convidado a expressar opiniões e sentimentos após as apresentações. No repertório desses cinco anos foram também encenadas as adaptações dos livros K. Relato de uma busca, de Bernardo Kucinski, e A classe média no espelho, de Jessé Souza. Em tempo de pandemia, todos os domingos o grupo fez apresentações virtuais da série Cenas Pandêmicas e leituras de peças de Brecht. Agora os Militantes voltam ao presencial com a mesma disposição para se apresentar de graça “onde houver pessoas interessadas em promover a democracia”, salienta Jitman Vibranovski , diretor do coletivo. Na ASA, – Associação Scholem Aleichem-, rua São Clemente 155, fundos, às 19h, com entrada franca. Estacionamento no local. Metrô Botafogo.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012