8 de dezembro de 2022


RSF condena pressão a jornalistas na Catalunha


28/09/2017


Manifestações separatistas na Catalunha (Imagem: Reprodução)

A ONG Repórteres sem Fronteiras manifestou preocupação, nesta quinta-feira (28), com a liberdade de expressão na Catalunha, em meio a um “clima envenenado” e em plena crise entre o governo regional separatista e o Executivo central.

Em um informe divulgado hoje, a ONG considerou que “os constantes desafios lançados mutuamente pelos Governos central e catalão apenas agravaram um clima por si só já muito contaminado para a liberdade de informação na Catalunha”.

A tensão segue em escalada na região, entre o governo separatista empenhado em organizar no domingo um referendo de autodeterminação proibido pela Justiça, e o Poder central, que tenta evitá-lo a todo custo.

A RSF também denunciou os “linchamentos nas redes sociais, aparentemente instigados e/ou como reação dos entornos de poder na Catalunha” e “pela utilização de procedimentos judiciais com fins intimidatórios contra veículos de comunicação catalães de linha separatista”.

“Ainda que as notificações e o assédio nas redes afetem todas as tendências, ideologias e partidos políticos, a Repórteres Sem Fronteiras vê maior gravidade ao que procede de esferas próximas ao poder, porque tem muito maior impacto em termos de autocensura e amedrontamento”, continuou a ONG.

Os jornalistas catalães que trabalham para veículos não separatistas são “os que mais sofrem a fúria do ‘ciberhooliganismo’ separatista nas redes sociais e as pressões políticas e institucionais”, relatou a RSF, com base em testemunhos.

Fonte: O Estado de Minas

 

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012