Repórter paraguaio é assassinado após reportagem na fronteira brasileira


Por * Kika Santos

17/10/2014


jornalista assaninado

O correspondente do jornal ABC Color, Pablo Medina, foi executado na tarde da última quinta-feira (16/10) após fazer uma reportagem em Crescentius González, no departamento de Canindeyú, que faz fronteira com o Brasil. De acordo com o Ministro do Interior , Francisco Vargas, o jornalista vinha sendo alvo de constantes ameaças.

De acordo com o jornal ABC Color, o assassinato do jornalista paraguaio ocorreu por volta das 13h30, quando o repórter estava em seu carro acompanhado de uma mulher, identificada como uma líder camponesa local. Os dois foram atingidos por disparos. A mulher conseguiu socorro e foi levada para o hospital.  A suspeita é que o crime foi cometido por pelo menos duas pessoas, que teriam se aproximado do profissional no momento em que ele parou o veículo para fotografar o local.

O jornal ao qual Medina prestava serviços informou ainda que o ministro do Interior, Francisco de Vargas, recordou que o jornalista era alvo frequente de ameaças por produzir reportagens sobre a produção de maconha na região.

Colegas e amigos de Pablo Medina fecharam uma rua e organizaram uma marcha até a sede da polícia e do Ministério Público para cobrar justiça.

* com colaboração de agências de notícias

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012