Jornalistas temem o fechamento de dois jornais


11/01/2016


4-12-2015-jornal-o-dia-chamada-de-capaA saída do publisher Ramiro Alves dos jornais O Dia e Meia Hora, para assessorar o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, causou um clima de insegurança nas duas redações do Grupo Ejesa, segundo a publicação do site Jornalistas & Cia. Sua saída agravou a boataria de fechamento dos jornais. A reportagem destaca que a situação dos impressos da Ejesa é preocupante. As rescisões dos demitidos em julho do ano passado, após a extinção do Brasil Econômico, continuam atrasadas, assim como os salários e benefícios dos que permanecem em O Dia e Meia Hora. Foram suspensas as edições nos dias de Natal e Ano Novo, por não haver caixa para antecipar o pagamento do papel, comprado à vista semanalmente e na medida certa.

Segundo a matéria, Raul Mascarenhas, diretor da empresa e irmão da presidente do Conselho Maria Alexandra Mascarenhas, reuniu todos os editores, no último dia 4, para comunicar que o diretor de Redação Aziz Filho passa a acumular a função de Ramiro, para garantir que os jornais não vão fechar. No encontro, disse que não há previsibilidade de pagamento. 

O texto acrescenta que o diretor da Ejesa explicou que a empresa – que já vinha em dificuldade por causa da situação do sócio investidor Nuno Vasconcellos, que teve os bens penhorados pelo fisco em Portugal por causa de dívidas do Diário Econômico – reduziu sua receita devido à crise econômica e tem faturas atrasadas dos governos em todas as instâncias.

O site Jornalista & Cia ressalta ainda que circula a informação de que haveria a possibilidade de o espanhol Mario Cuesta, do grupo Cereja, que comprou o Diário de S.Paulo e mais recentemente o iG, vir para o cargo de publisher. Isto pode significar que a Cereja poderia estar negociando a compra da Ejesa, mas possivelmente sem assumir as dívidas do grupo.

Segundo a reportagem, a Redação está intranquila, pois Ramiro entrou de férias antes de ir para o ministério da Fazenda e Aziz começou as dele esta semana. Uma comissão interna reuniu-se com a direção e foi informada de que o pagamento da segunda parte do salário de novembro dos PJs e o salário de dezembro dos celetistas começaria a ser feito a partir de 6 de janeiro. Quanto ao 13º, será proposto um parcelamento.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012