2 de julho de 2022


Pressão de usuários e eleições forçam Twitter a oferecer recurso contra fake news no Brasil


21/01/2022


Publicado no Portal Imprensa

Poucos dias após uma campanha de usuários brasileiros exigir maior controle sobre a disseminação de desinformação sobre vacinas e pandemia, o Twitter anunciou nesta segunda-feira, 17 de janeiro, que vai passar a disponibilizar no Brasil um recurso para denunciar notícias falsas.

A ferramenta já estava disponível desde o ano passado nos EUA, Austrália e Coreia do Sul, e passará a ser oferecida também para usuários da Espanha e Filipinas.

Além de hashtags e muitas postagens, a pressão para que o Twitter tomasse atitudes contra as notícias falsas incluiu o envio à cúpula da empresa no Brasil de ao menos 7 mil emails.
Crédito: Reprodução
“Esperamos que a ferramenta de denúncias ajude nossas equipes a entender melhor novas narrativas e tendências em desinformação, em escala, e contribua para que avancemos na capacidade de detectar conteúdo enganoso no Twitter em tempo real”, afirmou a empresa em nota.
Eleições

Além da desinformação sobre pandemia e vacinas, as eleições presidenciais que serão realizadas este ano no Brasil e nas Filipinas influenciaram a decisão do Twitter de expandir a oferta do recurso contra fake news.

Desde que começou a ser testado nos Estados Unidos, Austrália e Coreia do Sul, o recurso já recebeu 3,73 milhões de denúncias referentes a 1,95 milhão de diferentes tuítes publicados por 64 mil contas distintas.
Porém, menos de 10% das postagens analisadas foi considerada inadequada de acordo com o Twitter. “A baixa proporção de violação entre as denúncias de desinformação é motivada principalmente pelo grande volume de denúncias recebidas sobre Tweets cujos assuntos não são relacionados àqueles em que agimos de acordo com nossas políticas”.
Com a expansão do experimento, a rede espera otimizar o filtro de prioridade das denúncias e contribuir com o desenvolvimento de um modelo de aprendizado de máquina capaz de estimar a probabilidade de violações às regras.

Siga a abi

© 2013 ABI - Associação Brasileira de Imprensa – todos os direitos reservados -Rua Araújo Porto Alegre, 71 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, Cep: 20030-012